sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Crescimento imobiliario X Desmatamento


                 São Luís esta em uma fase de crescimento econômico e urbano. Novos condomínios, redes de supermercados, vários novos empreendimentos estão investindo na ilha, mas todo esse crescimento tem uma conseqüência, ou melhor, várias.
                 Muitos bairros cresceram nesses últimos anos, como o Turu, COHAMA, COHAB, entre outros. No Turu, por exemplo, cerca de 400 condomínios fechados e 200 apartamentos ou casas foram construídos, geralmente essas construções ocorrem onde antes era uma área vegetativa.
                  Em muitos dos bairros de São Luís, moradores comentam que quando começaram a morar lá o bairro era isolado do centro da cidade, era de difícil acesso dos ônibus e não tinha comercio próximo.
                  O desmatamento é uma das causas desse crescimento acelerado e sem planejamento que esta acontecendo na cidade. Áreas verdes estão sendo desmatadas e alguns números o Brasil foi o país que mais desmatou, segundo o site do ESTADÃO, “O Brasil foi o País que mais perdeu áreas de florestas entre 2000 e 2005, aponta estudo divulgado ontem pela PNAS, publicação oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos“.
                  Mais esse crescimento acelerado que acontece em todo o país, ocorre porque as autoridades passaram a ver o país desse jeito: 

                  Vivemos em um país capitalista onde o único objetivo são as riquezas de nosso país. Temos que entender que não haverá progresso econômico se não começarmos a pensar no meio ambiente e obtermos um equilíbrio se isso não ocorrer não teremos para onde progredir, pois não teremos mais um planeta.
                  Devemos aceitar a realidade do país e pensar em mudar, devemos ver primeiro os problemas ambientais para poder progredir.
                   A sociedade em si deve gerar uma consciência, pois muitos dos problemas ambientais que temos hoje podem ser amenizados com ações da sociedade. A questão do desmatamento não ira se resolver se continuarmos só com a fiscalização que hoje é facilmente cobrada.
                  O mundo depende de nós e de pequenas atitudes que podem fazer a diferença, vamos mudar a bandeira do nosso país, e não deixar que ela perca suas cores!
Por: Rayanne Maria Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário